Zeferino's Diary


domingo, 30 de maio de 2010

Homer Simpson - a origem





            Tenho a tendência ser meio desconfiado com manifestações de "apreço" (principalmente as "expontâneas" e sem motivo aparente), que me pareçam sem propósito. Deve ser algum gene mineiro ... rs rs rs

            Por que essa conversa? Por causa da imagem anexada mais abaixo ... justifica minha desconfiança pois poderia muito bem ser a correta interpretação do dito "por trás de todo homem de sucesso há uma mulher" ... rs rs rs. BEM diferente da interpretação melosa que costuma-se dar ao dito, não é vero??

            No caso, a verdadeira inspiração por trás dos traços dados ao famigerado Homer Simpson ... rs rs rs (considerando a estética da musa inspiradora, eu acho que explica também os conhecidos caráter e humor do personagem ... rs rs rs)






.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Cuidado com a torcida contra





            Moral da história: coloque suas barbas de molho ... se "alguém" anda implicando contigo por causa da loirinha, grandes chances de que aquele "alguém" NÃO esteja querendo te ver bem de saúde (nem alegre e de bem com a vida) ... rs rs rs

            Com licença ... vou me ausentar para tratar da minha dose diária de saúde (algo contra???) ... rs rs rs



Cerveja faz bem para os ossos
Paula Rothman, de INFO Online
Segunda-feira, 08 de fevereiro de 2010 - 15h14



            SÃO PAULO – Novo estudo americano mostra que a cerveja ajuda no fortalecimento dos ossos. O segredo está no silício presente na bebida – ou melhor, no ácido ortosilícico, a forma hidrossolúvel do ingrediente que aumenta a densidade mineral dos ossos.

            Pesquisadores da Universidade da Califórnia analisaram cem rótulos diferentes de cerveja comercial para determinar a relação entre os métodos de produção e o silício resultante.

            A pesquisa, publicada no Journal of the Science of Food and Agriculture, sugere que a cerveja é uma fonte significativa do mineral na dieta.

            A equipe liderada por Charles Bamforth concluiu também que as cervejas que contém maiores níveis de cevada e lúpulo são ainda mais ricas em silício. A concentração nas marcas analisadas ficou entre 6,4 e 56,6 mg/L.

            Os cientistas não incentivam o abuso da bebida, mas ressaltam que, baseados nos resultados, um consumo moderado de cerveja poderia ajudar a combater a osteoporose.








.

A beijoqueira

A beijoqueira


            O português viajava de trem e sentou-se em frente a uma morena gostosíssima, que usava uma mini saia. Nisso, percebeu que ela não usava calcinha.
            Então a morena pergunta :
            - Você está olhando pra minha xoxota?

            - An, an, ah, sim, queira me desculpaire senhorita, responde o portuga.
            - Está tudo bem - responde a mulher. Mas já que está olhando, vou fazer ela te mandar um beijo!
            Incrivelmente, a xoxota contrai-se e manda-lhe um beijo.
            O portuga, totalmente surpreso, pergunta que outra coisa ela sabe fazer.
            - Posso também fazer com que te dê uma piscada.

            O portuga observa admirado como a xereca lhe dá piscadelas.
            A mulher, já excitada, diz ao português:
            - Por que você não enfia um par de dedos nela?

            O português arregala os olhos e responde:
            - Puta que o pariu ! Tu não me digas que ela também sabe assobiar?






.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Salto alto



            Homem, nem de salto alto, é páreo para elas ... rs rs rs. Nem mesmo para as miudinhas ... kkkkkkkkkkkkk. Bem feito!
            Pior! Já conheci gentinha assim ... rs rs rs. GENTE!
  

            O homem está sentado no avião, ao lado de uma menininha. O cara olha a criança e lhe diz:
            - Vamos conversar? Tenho certeza que a viagem parecerá mais rápida. O que você acha?

            A menina, que acabara de abrir um livro para ler, o fecha lentamente e responde com voz suave:
            - Sobre o que gostaria de conversar?

            - Bom, não sei ... - disse o homem.
            - Que tal física nuclear? - e mostra um grande sorriso.

            - Bom.- diz a pequena - Esse parece ser um tema interessante. Mas, antes, gostaria de lhe fazer uma pergunta: o cavalo, a vaca e a ovelha comem a mesma coisa: capim, não é mesmo? Porém, o excremento da ovelha é um monte de pequenas bolinhas, o da vaca é uma pasta e o do cavalo é um monte de pelotas secas. Por que  o senhor acha que isto acontece?

            O cara, visivelmente surpreso com a inteligência da menina, pensa durante uns momentos e responde:
            - Hummm, não faço a menor idéia. 

            E então, a menininha diz:
            - Sinceramente, o senhor se sente qualificado para discutir física nuclear se não entende de BOSTA nenhuma?






.

Jericos atacam novamente (pensaram, portanto ...)



            Eu juro que gostaria de encontrar o capiau desmiolado que "inventa" uma idiotice dessas e cobrir o infeliz de pancada (melhor se for viado pois aí faz-se dois serviços de uma vez só ... rs rs rs). Como tem gente idiota nesse mundo!!

            É tudo o que os ladrões de plantão queriam: a galinha anestesiada na porta do galinheiro, embrulhada com papel de presente ... rs rs rs. Melhor que isso só se vir depenada e temperada ...

            Mesmo que isso seja coibido (de alguma forma mágica), não se esqueça que existe um bando enorme de "mano" controlando essa tecnologia toda, desde a linha de montagem das arapucas até a manutenção das tralhas em sinaleiros (ou semáforos) e nos "presentes de natal" (de quatro rodas). Em outros miúdos: com a chave do galinheiro na mão ... rs rs

            Mas pior do que esse jericos de carteirinha são os babacas que acham que é uma excelente idéia e fazem propaganda favorável (a minha NÂO é favorável, ta??? rs rs)

            É por essas e outras que eu bebo ...





IBM quer desligar seu carro pelo semáforo
Paula Rothman, de INFO Online
Quarta-feira, 26 de maio de 2010 - 11h32


            SÃO PAULO -  Uma patente IBM descreve um sistema que poderia ligar e desligar seu carro automaticamente enquanto ele está parado esperando o semáforo ficar verde.

            Os objetivos especificados no registro feito pela Big Blue são reduzir o consumo de combustível e otimizar a movimentação dos veículos em cruzamentos.

            A ideia é criar um sistema que receberia informações a respeito do posicionamento dos carros e então determinaria o tempo que falta para as luzes ficarem verdes. Se este tempo for maior que determinado limite (X minutos) o semáforo enviaria sinais para desligar o motor dos veículos.

            Quando as luzes verdes fossem acender, uma notificação de "ligar motor" seria enviada primeiro ao veículo da frente, depois aos outros atrás dele e assim sucessivamente, em uma fração de segundos calculada para otimizar o tempo que o carro permanece ligado.

            O documento afirma, no entanto, que mais combustível pode ser gasto religando o carro do que esperando um pouco para que o farol abra. Por isso, o sistema da IBM levaria em conta o tempo que falta para a abertura do semáforo para determinar se vale ou não a pena desligar o motor.

            A ideia é ainda uma patente e abrange apenas o método, não dando detalhes da parte tecnológica. No entanto, a IBM especula que o sistema usaria dados dos relógios internos dos semáforos, de GPS (para posicionar os veículos), câmeras e "outros sensores" que possam estar instalados nas vias. Ele poderia usar tecnologia Wi-Fi, uma rede de celulares ou comunicação via satélite.

            Em uma das propostas, a opção seria oferecida "as a service", e os motoristas teriam que aderir a ela. A empresa também parece estudar tanto a opção de desligar e ligar automaticamente os carros como a de disparar alarmes para que o próprio motorista desligue e ligue manualmente o carro se desejar.




.

Opinião do doutor






            Às palavras do "simpático" mancebo eu tomo a liberdade de acrescentar que o custo (de aquisição, e principalmente de manutenção) costuma ser elevado (a não ser que seja falsificação do Paraguay - sim, estou falando dos viados ... rs rs), e não costuma levar ninguém a lugar algum (apesar de conseguir mover o mundo ... rs rs) se a procedência e a qualidade não forem escolhidas cuidadosamente (ex: made in Thailand) ... rs rs rs


O MELHOR MOTOR JAMAIS INVENTADO
  
Dr. Herman Otto Kloepneckler (1912)


Em 1912, o famoso ginecologista austríaco Dr.Hermann Otto Kloepneckler, publicou o seguinte artigo:
"O melhor motor que existe no mundo é a vagina: começa a  trabalhar movido com apenas um dedo, é auto-lubrificante, admite um pistão de qualquer tamanho e faz mudança automática de óleo a cada quatro semanas. Só é pena que o seu sistema de ignição seja tão temperamental …
"









.

Missão ingrata



            Veja abaixo exemplos do por quê é difícil passar cantadas em loiras. Regra número um, companheiros: há que se descer ao nível mental do público ... rs rs rs. Chavecos tradicionais não surtirão efeito. Talvez uma aproximação simples e direta (tipo ... pode ser ou ta difícil ... afff!) seja mais eficaz (a eficiência só pode ser comprovada entre quatro paredes - ou atrás da moita ... rs rs rs)

Como é difícil passar uma cantada numa loira


Ele - Oi gata. Qual é seu telefone?
Ela - Nokia. E o seu?

Ele - Uau! Isso aqui é uma calçada ou uma passarela de moda?
Ela - Hum, agora você me pegou. É que eu não sou daqui, então não sei te informar.

Ele - Eu não tiro os olhos de você!
Ela - Ainda bem, né? Senão eu fico cega!

Ele - Nossa! Eu não sabia que boneca andava!
Ela - Juuura? Nossa, você tá por fora, hein? Já tem até Barbie que anda de bicicleta!

Ele - Que curvas, hein!
Ela - Nem me fale. Eu já bati o carro umas 10 vezes pra chegar nessa festa!

Ele - Quer beber alguma coisa?
Ela -Ai, que bom que você apareceu, garçom! Quero sim!!!

Ele - Eu quero o seu amor, gata!
Ela - Espera um pouquinho. Amooor! Tem um moço aqui querendo você!!!






.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Lendo os sinais



You Must Be Single
Você deve ser solteira


A woman is shopping in the local supermarket. She selects some milk, some eggs, a carton of juice, and a package of bacon. As she unloads her items at the cash register to pay, a man standing behind her in line watches her place the four items on the belt and states with assurance,
Uma mulher está fazendo compras no supermercado. Ela pega leite, ovos, suco, e bacon. No momento em que ela coloca as compras no caixa, um homem parado atrás dela na fila a vê colocar os quatro itens na esteira do caixa e afirma com segurança.


"You must be single."
"Você deve ser solteira".


The woman looks at the four items on the belt, and seeing nothing unusual about her selection says, "That's right. How on Earth did you know?"
A mulher olha para as compras na esteira, e não vendo nada incomum nas compras, diz "Sou mesmo. Como foi que você descobriu isso?"


He replies, "Because you're ugly."
Ele responde, "Porque você é feia".







.

Sabedoria de Internet (vulgo PPS)


            Boa ação do dia ... um aviso sobre a "sabedoria de botequim" (esse aviso incluso ... rs rs) que circula pela Internet. Nunca é demais te lembrar, e é aí que está a boa ação ...

            Por exemplo ... rs rs

            Sabe aquele aforismo (achou que ia ser "di grátis"?? rs rs) que apregoa "Engula um sapo vivo pela manhã e nada mais de ruim pode te acontecer durante o dia"??
            Pois então ... veja a tremenda falha nessa lógica deturpada ... vc já parou para pensar que quem disse isso não tinha, ainda, comparecido a um banheiro para um bom e saudável número dois?? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk





.

Piada velha




            A piada velha, na realidade, são duas: 1) Mainframe já era; 2) COBOL morreu ... (pausa para gargalhadas). São piadas velhas porque vc nem faz idéia de quanto tempo faz que eu as tenho ouvido (em meio a sorrisos sarcásticos) ... rs rs rs. Não, eu não me esqueci do UNIX (maiúsculas merecidas): não quis abusar, apenas isso ... rs rs rs

            Sorte minha que posso me dar ao desfrute do riso, jurássico (pretendente) que sou (ou estou, como preferir). Tem muita "tecnologia nova" revirando-se na tumba ao tomar conhecimento de coisas como a notícia abaixo ... rs rs rs

            Os despeitados não vão passar do título da manchete (causa-lhes naúseas) ... rs rs rs




Procura-se especialistas em mainframe
Mercado carece de profissionais qualificados:
fornecedores desenham estratégias para capacitar jovens na área.

Por Fabiana Monte, da Computerworld
26 de maio de 2010 - 07h25

Ludmila Salimena, 24 anos, vive em Brasília (DF). Vinícius Ramos Guimarães, 26 anos, em Praga, na República Tcheca. O que os dois têm em comum? São um tipo de mão de obra escassa e valorizada pela área de TI: jovens interessados em mainframe. Os dois trabalham em grandes corporações desse mercado – IBM e CA, respectivamente – e encontraram na computação de grande porte um segmento com espaço para crescer profissionalmente.

"A oportunidade do mainframe chamou minha atenção", conta o carioca Vinícius Guimarães, que vive há dois na capital da República Tcheca e trabalha como Quality Assembler no centro de excelência de mainframe da CA em Praga.

A unidade realiza pesquisas e qualifica estudantes e jovens profissionais em mainframe. Ao todo, 220 engenheiros, de 16 nacionalidades, trabalham no local. Cerca de 150 são especialistas em ambiente legado.

"Temos parcerias com universidades na República Tcheca e oferecemos um curso de dois meses, sobre mainframe básico, para estudantes que são selecionados previamente", diz o vice-presidente de engenharia de software da CA e responsável pelo centro, Radovan Janecek. Criado em 2005 com um investimento de 36 milhões de euros, o centro de Praga é a única unidade de excelência em mainframe da companhia fora dos Estados Unidos, onde fica a sede.

Cada turma tem, no máximo, 12 alunos, mas nem sempre todos completam o curso, ministrado por profissionais experientes em mainframe. Após a formação básica, há treinamento especifico sobre os softwares da companhia. "Encontrar profissionais qualificados é o principal problema", reclama Janecek.

A qualificação serve também para pré-selecionar candidatos para trabalhar no centro. Na turma de Guimarães, por exemplo, dos 11 alunos, três foram contratados. "É difícil fechar a turma com 12 pessoas. Sempre falta gente", reforça o brasileiro.

O carioca, formado pelo Instituto de Militar de Engenharia (IME) em 2007, foi para o Leste Europeu sem perspectivas de trabalho, após conhecer sua namorada, que é tcheca, em uma viagem de férias. Participou da seleção para o curso da CA de outros processos de recrutamento. Escolheu o mainframe: "Tem um monte de gente que sabe Java, mas mainframe você não aprende na faculdade", justifica.

"É só fazer uma busca no Google sobre vagas para mainframe", desafia. No Brasil, Guimarães tinha trabalhado em empresas como Santander e Accenture, e participado do programa Extreme Blue, da IBM, voltado para estudantes na área de desenvolvimento de software. Mas não tinha experiência com plataforma baixa.

É preciso despertar interesse
Falando de IBM, Ludmila começou a trabalhar com esse ambiente por causa de um concurso da Big Blue. A companhia realiza há três anos uma competição cujo objetivo é incentivar o interesse em computação de grande porte. Durante a disputa, os participantes têm acesso a mainframes e a tutoriais sobre a plataforma. O vencedor do concurso ganha uma vaga no programa de estágio da IBM.

Ludmila passou a fazer parte do quadro de estagiários no início de 2009, atuando na área técnica. "Entrar no mundo do mainframe foi assustador, porque as universidades não dão o enfoque que o mercado precisa", recorda.

Atualmente, Ludmila ocupa o cargo de gerente de relacionamento com universidades e mainframe. Ela é responsável por zelar pelo vínculo entre as instituições de ensino e a IBM. "A atividade que estou desempenhando agora é justamente despertar esse interesse nas universidades", explica.

De acordo com o gerente de mainframe da empresa, Paulo Perini, há mais de 10 anos a Big Blue realiza ações para popularizar a plataforma baixa no mundo acadêmico. Entre elas está a Academic Initiative, com mais de 250 universidades participantes no Brasil, que permite que as instituições de ensino utilizem softwares da empresa para ministrar aulas sobre mainframe para seus alunos.

A companhia também oferece um mainframe para que estudantes e professores possam ter aulas práticas usando o equipamento, que fica na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ao todo, 35 universidades estão plugadas ao computador de Campinas (SP).

"Existe uma janela de oportunidade para capturar e criar uma nova geração de pessoas para atuarem com essa plataforma", afirma Perini. "Um profissional sênior na plataforma baixa comparado a um de plataforma alta terá um salário maior porque é uma questão de oferta e demanda", compara o executivo.

A decisão de colocar um mainframe à disposição das universidades foi um passo considerado fundamental pelo gerente da IBM para incentivar a formação de alunos em plataforma baixa. Para a CA, esse também é um aspecto crítico. O vice-presidente para América Latina da unidade de mainframe da companhia, Idival Júnior, avalia a possibilidade de usar o mainframe da companhia na França para treinar estudantes brasileiros.

Uma das parceiras da CA em Praga é a Czech Technical University, maior universidade técnica da Republica Tcheca, com 24 mil alunos de diversos cursos. No Brasil, as iniciativas são pontuais, como e o caso da FIAP. Há também conversas em andamento com a Universidade de Brasília (UnB). Na República Tcheca, os alunos utilizam o mainframe francês da CA, sob a orientação de professores, já que não há computadores de grande porte no país do Leste Europeu.

O setor financeiro é o principal usuário de mainframes em todo o mundo e, de acordo com Radovan Janecek, os bancos tchecos foram comprados por instituições internacionais, por isso, o ambiente legado fica no exterior.
Outra ação que Júnior espera realizar ainda este ano é a inclusão de disciplinas ligadas a mainframe no currículo de cursos de graduação brasileiros. "É mais fácil oferecer em cursos de pós-gaduação do que em graduação, mas até o fim deste ano vamos tentar replicar o currículo em universidades brasileiras", prevê.

Treinamento para usuários
O executivo acrescenta que a CA mantém estratégias também para qualificar profissionais de seus clientes, como é o caso das parcerias firmadas com a Caixa Econômica Federal e com a Fundação Bradesco. "Retenção de talentos é a preocupação", completa. Segundo Júnior, o mercado de mainframe como um todo vem experimentando taxas de crescimento de 20% ao ano, daí o interesse de usuários e indústria em cativar novos e antigos profissionais.

Na IBM, clientes que compram as soluções de mainframe da companhia ganham vagas em um curso de extensão com duração de 30 dias úteis. Oferecido há dois anos, o treinamento já qualificou 400 profissionais. "O cliente me entrega o aluno cru e eu devolvo um conhecedor desse mundo. Fazemos isso para desmistificar a ideia de que mainfame é uma máquina difícil de operar", conta Perini.

Ludmila garante que, depois que passou a trabalhar com plataforma baixa, seus colegas de faculdade e profissionais da mesma geração começaram a se interessar mais por esse ambiente. Segundo ela, mais jovens passaram a enxergar no mainframe uma boa opção de carreira. "Não consigo me imaginar fazendo outra coisa no momento. É uma área na qual há oportunidades de crescimento como técnico, vendedor ou especialista em qualquer um dos produtos", reforça.

A Associação Brasileira de Profissionais de Cobol (ABPC) estima uma lacuna de cerca de 3 mil profissionais Cobol no Brasil, dos quais entre 60% e 70% seriam contratados pelo mercado de mainframe. Embora seja a principal linguagem de programação usada no mainframe, o Cobol também é utilizado em microinformática, por isso, nem todas as posições em aberto são para o setor de computação de grande porte. "São 3 mil vagas que não são ocupadas porque faltam profissionais", afirma o diretor da ABPC, Gilberto Faes Júnior.

O gerente executivo de vendas da BMC, Carlos Jacobsen, está há sete anos na empresa, dos quais cinco dedicados à plataforma baixa. Aos 36 anos, o executivo calcula que a maioria dos profissionais que trabalha com mainframe tem entre 35 anos e 55 anos. "A questão tem sido encontrar profissionais que vão entrar na área e se dedicar. Em sua maioria, quem trabalha com mainframe é sênior, tem bastante experiência, tempo de carreira e conhecimento de tecnologia", explica.

Um desses profissionais é Luis Cunha, da área de suporte técnico a mainframe da Tivit. Com 40 anos de carreira, ele avalia que as empresas estão sentindo a necessidade de formar e contratar uma nova geração de profissionais para trabalhar com plataforma baixa, porque a mão de obra qualificada está se tornando escassa. Especialmente em bancos públicos, como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, nos quais os funcionários têm de parar de trabalhar quando se aposentam, há preocupação em garantir que haverá quem substitua essas pessoas.

"Nesses lugares, ou o funcionário é ativo ou é aposentado, diferentemente das empresas privadas, onde muitos aposentados continuam trabalhando", comenta. O próprio Cunha já se aposentou oficialmente pela Previdência Social, mas continua na ativa. "A maioria dos profissionais de mainframe é consultor, eles atuam juntos em pequenas empresas. Não penso em parar de trabalhar", conta.

Na opinião de Ludmila, a presença de profissionais com a experiência de Cunha facilita a vida de quem começa a trabalhar com mainframe. "Foram eles que me ajudaram no início, porque mainframe é uma coisa que nunca vimos; a universidade não dá o enfoque de que o mercado precisa", conclui.








.

Soluções sempre as há



            Vc já deve ter visto muito E-mail com soluções criativas (não podemos dizer que sejam inteligentes no verdadeiro sentido da palavra) para pequenos problemas que acometem os dias de pessoas tão "normais" como vc e eu.

            Verdade seja dita, há mais criatividade e originalidade nas soluções do que na imaginação dos remetentes, haja vista o número de vezes que vc e eu recebemos as mesmas coisas vezes sem fim ... rs rs rs

            Vou TENTAR quebrar esse círculo vicioso dos infernos, trazendo algumas sugestões novas para as suas aflições (esperando sinceramente que eu não esteja, eu mesmo, cometendo o pecado de reforçar uma delas) ... rs rs rs

            Ao que interessa (?!) ...


Se vc vive sendo escrachado (sabes por quem!) porque vc compra muita "porcaria" na loja de ferramentas, faça "aquela" pessoa engolir as palavras, proporcionando uma surpresa com essa. Se houver críticas, diga que combinou com a decoração do resto do local (e reze MUITO depois de proferir o impropério ... rs rs rs)



Uma boa solução para o cafofo que vc aluga, onde nada pode ser alterado por causa do contrato de locação (as maleditas multas e o chato do locatário). É bem feito para o muquirana que te alugou a "mansão" sem água quente ...



Uma boa solução para manter sua privacidade (e poupar outros vc sabe do quê ... rs rs) naquelas situações onde vc não tem como poupar o mundo de detalhes de sua intimidade. Bem de acordo com o espírito de mobilidade dos dias atuais, já que pode a solução pode tanto ser facilmente transportada quanto a matéria prima pode ser encontrada sem maiores dificuldades ...



Vc já deve ter visto um E-mail (não vou me repetir ... rs rs) onde um aparelho de TV desliza vindo de baixo da cama e posiciona-se adequadamente ao pé do leito. não é mesmo? O que NINGUÉM me explicou até hoje, é como aquela TV é mantida LIMPA, sem POEIRA (lembra-se que a TV fica escondida - junto com o penico - com a tela virada para o lado de cima??), e - principalmente - quem é que fica com a incumbência de visitar o local do penico, diariamente, para expulsar a poeira ... rs rs rs. A solução abaixo é MUITO melhor - começando pelo CUSTO! Nem vou falar mais nada ... vou deixar vc saborear a genialidade da coisa toda ... rs rs rs



Essa eu nem deveria estar enviando, por causa das conseqüências, mas ... Solução masculina, claro. Se fosse feminina, não seria exatamente um aparelho celular ... seria um espelho (entendeu agora o que eu quis dizer com "conseqüência"? - estou dando idéias para quem não precisa se ajuda nessa área ... rs rs rs)








.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Quer ser inteligente? (não estou afirmando NADA!)



            Para desespero daqueles IDIOTAS que nos enchem "vc sabe o quê" com aquelas maravilhas de comerciais de TV altamente agradáveis sobre germicidas e que tais, parece que a solução para a aumentar-se a inteligência de quadrúpedes ... ooopppsss ... quero dizer, mamíferos ... é comer TERRA!!

            Não demora muito e vc poderá encontrar o seu suprimento diário na farmácia da esquina ... terra a uma módica quantia (devidamente esterilizada sem conter nenhum germe ... rs rs rs). Se minha percepção de como as coisas funcionam está correta, o produto poderá ser encontrado na mesma prateleira onde acha-se "água diet" (não ria, não!!! Isso EXISTE!!! - pergunte para o tio Google)



Bactéria poderia ajudar na inteligência
Paula Rothman, de INFO Online
Segunda-feira, 24 de maio de 2010 - 17h23



            SÃO PAULO – A exposição a uma determinada bactéria poderia ajudar a tornar as pessoas mais inteligentes.

            Essa é a dúvida levantada por Dorothy Matthews e Susan Jenks, do The Sage Colleges in Troy, Nova York, ao apresentarem os resultados de suas pesquisas.

            O trabalho apresentado hoje no 110º Encontro Geral da Sociedade Americana de Microbiologia, em San Diego, usa como base um organismo que, acredita-se, já tenha propriedades antidepressivas.

            A Mycobacterium vaccae é uma bactéria natural do solo, que as pessoas normalmente ingerem ou inalam.

            Estudos anteriores mostraram que injetar bactérias mortas em ratos estimulava o crescimento de neurônios que, por sua vez, aumentavam o nível de serotonina e diminuíam a ansiedade nos animais.

            Como a serotonina tem papel no aprendizado, os pesquisadores começaram a se perguntar se a bactéria viva poderia aumentar essa capacidade em ratos.

            Eles alimentaram os roedores com espécimes vivos da M. vaccae e checaram sua habilidade ao atravessar um labirinto – os resultados foram comparados a ratos não alimentando com elas.

            Aqueles que receberam bactérias na dieta atravessaram o labirinto duas vezes mais rápido e com menos ansiedade demonstrada que os outros.

            Em um segundo experimento, as bactérias foram removidas da dieta e eles foram re-testados. Apesar de mais lentos do que antes, eles ainda estavam mais rápidos do que o grupo controle. Um teste final foi feito após 3 semanas. Apesar de ainda mais rápidos, os resultados dos ratos que comeram bactérias não foram estatisticamente satisfatório, provando que o efeito é temporário.

            A pesquisa não é definitiva e apenas sugere que a M. vaccae pode ter influência na ansiedade e na capacidade de aprendizado dos mamíferos. Mas os pesquisadores declararam que isso pode sugerir que, em escolas, passar mais tempo ao ar livre pode ser bastante benéfico para as crianças – diminuindo sua ansiedade e ajudando no aprendizado.









.

Seguidores

Arquivo do blog