Zeferino's Diary


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Saiba a idade da sua coisa



            Não tenho queda para esse tipo de "passatempo", mas desta vez a curiosidade foi maior e experimentei. No meu caso, adivinharam a idade da minha coisa ... rs rs rs. Como só tenho uma coisa que pode ser testada com esse "jogo", não posso dizer se o "jogo" acerta sempre ou não.
            Divirta-se! (tem gente que acha choro divertido ... rs rs rs)


Conheça a idade do seu cérebro


            Este jogo (teste) japonês vai mostrar se seu cérebro é mais jovem ou mais velho do que o resto do seu corpo.

            Como jogar:
            1. Clique no site abaixo
            2. Quando abrir a página, tecle 'start'
            3. Aguarde pelo 3, 2, 1.
            4. Memorize a posição dos números e clique nos círculos, sempre do menor para o maior número, começando pelo ZERO, se ele estiver presente.
            5. No final do jogo, o computador vai dizer a idade do seu cérebro.

            Nunca se esqueça: se não estiver preparado para a resposta, não faça a pergunta! rs rs rs
            Boa sorte!






























.

Lanche da noite


Abraçando a imperfeição




            Quando eu ainda era um  menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho, muito duro.

            Naquela noite longínqua, minha mãe pôs um prato de ovos, lingüiça, e torradas bastante queimadas defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato. Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia, na escola.

            Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado.

            Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele disse: - Baby, eu adoro torrada queimada ...

            Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse:

            - Filhão, sua mãe teve hoje, um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada ... Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém.  A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou  um melhor empregado, marido ou cozinheiro!           O que tenho aprendido através dos anos é que, saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros.

            De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos - e com amigos.

            Não ponha a chave de sua felicidade no bolso de outra pessoa, mas no seu próprio.  As pessoas podem se esquecer do que você lhes fez, ou do que lhes disse. Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir.





.

Sarcasmo do dia


Se eu posso ajudar, seus problemas são maiores do que você imagina. --- Anônimo







.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Boa pergunta!!!


Por que quando sua mulher fica grávida todas as amigas esfregam a barriga dela e dizem "Parabéns!" ...


... mas nenhuma delas esfrega seu bilau e diz: "Bom trabalho!"?





















.

Estatísticas não mentem


Para bom entendedor, meia palavra basta (desenhado, é ainda melhor) ... rs rs rs









.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

[XR] Artista da noite

Eu já me deparei com muita "habilidade" idiota (tipo enfiar sei lá quantas bolas de tênis na própria boca - na dos outros é meio que fácil dependendo do tamanho do outro ... rs rs rs), e quando encontro uma habilidade (?) que seja realmente interessante considero ser meu dever compartilhar. É o caso da moça (aparenta ser de fato ... rs rs rs) do vídeo em anexo. Não que eu pense existir alguma utilidade prática (entendeu??) para isso ... rs rs rs. Apenas acho curioso e único ... rs rs rs


video








.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Sabedoria infantil


Sabedoria infantil



            O autor e conferencista Leo Buscaglia certa ocasião falou de um concurso em que tinha sido convidado como jurado. O objetivo era escolher a criança mais cuidadosa. Eis alguns dos vencedores:


            Os alunos da professora de primeira série Debbie Moon estavam examinando uma foto de família. Uma das crianças da foto tinha os cabelos de cor bem diferente dos demais. Alguém logo sugeriu que essa criança tivesse sido adotada. Logo uma menina falou:
            - Sei tudo sobre adoção, porque eu fui adotada.

            Logo outro aluno perguntou-lhe:
            - O que significa "ser adotado"?

            - Significa - disse a menina - que você cresceu no coração de sua mãe, e não na barriga!


            Sempre que estou decepcionado com meu lugar na vida, eu páro e penso no pequeno Jamie. Jamie estava disputando um papel na peça da escola. Sua mãe me disse que tinha procurado preparar seu coração, mas ela temia que ele não fosse escolhido. No dia em que os papéis foram distribuídos, eu fui com ela para buscá-lo na escola. Jamie correu para a mãe, com os olhos brilhando de orgulho e emoção:

            - Adivinha o que, mamãe!

            E disse aquelas palavras que continuariam a ser uma lição para mim:
            - Eu fui escolhido para bater palmas e espalhar a alegria!









.

Impagável





No estilno Mastercard ... 
Dar uma coçadinha na "marvada" no meio da sala: R$ 50,00










Conferir o cheiro do bacalhau: R$ 100,00










Perceber que o FDP ao lado fotografou tudo: Não tem preço!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk





.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Sabedoria eclesiástica


O padre e a pecadora


- Padre, perdoa-me porque pequei (voz feminina)
            - Diga-me filha - quais são os teus pecados?
            - Padre, o demonio da tentação se apoderou de mim.
            - Pobre pecadora, como foi isso filha?
            - É que quando falo com um homem, tenho sensações no corpo que não saberias descrever ...
            - Filha, apesar de padre, eu também sou um homem ...
            - Sim, padre, também por isso vim confessar-me contigo.
            - Bem filha, como são essas sensações?
            - Não sei bem como explicá-las - neste momento meu corpo se recusa a ficar de joelhos e necessito ficar mais  a vontade.
            - Sério??
            - Sim, desejo relaxar - o melhor seria deitar-me ...
            - Filha, deitada como?
            - De costas para o piso, até que passe a tensão ...
            - E que mais?
            - É como um sofrimento que não encontro palavras.
            - Continue minha filha.
            - Talvez um pouco de calor me alivie ...
            - Calor?
            - Calor padre, calor humano, que leve alívio ao meu padecer ...
            - E com que frequência é essa tentação?
            - Permanente padre. Por exemplo, neste momento imagino  que suas mãos massageando a minha pele me  dariam muito alívio ...
            - Filha?!
            - Sim padre, me perdoa, mas sinto necessidade de que alguém forte me estreite em seus braços e me dê o  alívio  de que necessito ...
            - Por exemplo, eu?
            - Sim padre, você é o tipo de homem que imagino poder me aliviar.
            - Perdoa-me minha filha, mas preciso saber tua idade ...
            - Setenta e quatro, padre.
            - Filha, vai em paz que o teu problema é reumatismo ...




.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Citação do dia




We are more often frightened than hurt; and we suffer more from imagination than from reality. --- Marcus Seneca
Estamos frequentemente mais assustados do que feridos; e sofremos mais com a imaginação do que com a realidade. --- Marcus Seneca






.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Em memória


Envio prestando homenagem à coragem da finada mineirinha ... rs rs rs. Certamente ela sabia como "fuder" ... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk




























.

Merece perdão!!!

Eu concordo que merece perdão (não sou eu quem paga o salário dele ... rs rs rs) - mesmo advogando em causa própria (cria um precedente que pode ser que me seja favorável um dia - nunca se sabe ... rs rs rs) - assim como o fizeram os milhares de outros que se manifestaram em solidariedade ao cabeça ôca infeliz. A razão que mais me motiva a achar que merece perdão é que ... provou que não é viado!!! rs rs rs

Falando em "cabeça ôca", há um vídeo comprovando o fato, viste??? rs rs rs


Funcionário vê fotos de nudez durante telejornal
Folha Online
05/02/2010 - 11h17


            Um funcionário de uma companhia de investimentos australiana virou hit na internet após ser flagrado vendo fotos de nudez enquanto aparecia em um telejornal do Channel 7, da Austrália.

            No vídeo anexado, ele pode ser visto atrás de um analista de economia, acessando imagens da modelo Miranda Kerr, que também é australiana.

            "Ele continuará como funcionário do Macquarie", disse o banco em comunicado, "O Macquarie e o funcionário pedem desculpas por qualquer ofensa que possam ter causado."

            David Kiely, que trabalha no Macquarie Private Wealth em Sydney, abriu e-mails na terça-feira contendo fotos da modelo Miranda Kerr, sem saber que um colega atrás dele concedia entrevista ao vivo a um programa de TV sobre a economia australiana.

            O incidente se tornou um sucesso no YouTube e gerou uma campanha online que pedia o perdão para Kiely.

            O site financeiro "Here is the City News" criou a página "Save Dave", encorajando os leitores a enviarem e-mails ao departamento de relações públicas do Macquarie Bank para salvar o emprego de Kiely.

            A campanha listou quatro motivos pelos quais Kiely deveria ficar com o emprego: ele parece ser um cara legal, as fotos não eram tão pornográficas, ele já sofreu o suficiente, e que, de qualquer forma, o mundo já é muito politicamente correto.

            O Macquarie é conhecido nos círculos bancários como o "clube dos milionários", por conta dos altos bônus pagos a alguns funcionários de sua equipe.

video






.

Encontro da turma


Encontro de Turma – Onde comer?


            Um grupo de amigos na idade de 40 anos discutia e discutia onde deveriam jantar. Finalmente, concordaram que seria no Ritz, porque as garçonetes eram boazudas.

            Dez anos depois, aos 50 anos de idade, o grupo se encontra novamente e começa a discussão sobre onde jantar. Finalmente, concordaram que seria no  Ritz, porque a comida é muito boa e a seleção de vinhos é excelente.

            Dez anos depois, aos 60 anos, o grupo se encontra e outra vez repete-se a discussão de onde jantar. Enfim, decidiram optar pelo Ritz, porque podem comer tranquilamente e lá é proibido fumar.

            Dez anos depois, na idade de 70 anos, o grupo mais uma vez se encontra. Discutem e discutem onde deveriam jantar e, então, resolvem que seria no  Ritz, porque o restaurante tem acesso a cadeira de rodas, e até tem elevador e farmácia ao lado.

            Dez anos depois, aos 80 anos de idade,o grupo encontra-se novamente e mais uma vez discutem e discutem onde deveriam jantar. Finalmente, concordaram que seria no  Ritz porque, assim, iriam experimentar um restaurante onde nunca comeram antes.







.

Imagem do dia


Da série "Cenas que NÃO gostaríamos de ver" (principalmente em casa ... rs rs rs). Agradeçamos profusamente a esse fotógrafo por sua sensibilidade em nos poupar de uma visão de retarguada, ao mesmo tempo em que nos mostra o quanto temos pelo quê ser agradecidos ... rs rs rs








.

Lição sobre mercado e finanças


Nada como um exemplo prático, que fale sobre a realidade do sujeito, para que a lição surta efeito permanente e indelével, ainda mais quando a carteira está envolvida ... rs rs rs


Diferença entre Compra e Leasing
Exemplo prático



            A matemática do divórcio do Paul McCartney e Heather Mills é a seguinte:
COMPRA
·            Depois de 5 anos de matrimonio, McCartney pagou 49 milhões de dólares.
·            Assumindo que fizeram sexo TODAS as noites durante os 5 anos, a relação lhe custou US $26.849 por noite.

            LEASING
·            Por outro lado, Kristen, a prostituta com quem o ex governador de Nova York, Elliot Spitzer, mantinha uma "relação" cobrava a "extravagante" quantia de US $4.000 por noite.
·            E esta é a  Kristen (para não deixar dúvidas sobre o gosto do homem) ...



            CONCLUSÃO
            Se Paul McCartney tivesse contratado a Kristen durante 5 anos, teria lhe pago US $7,3 milhões no total para ter sexo TODAS as noites durante 5 anos, com uma economia total de US $41,7 milhóes.
            Além da economia teria obtido os seguintes benefícios agregados (os gravames no caso do McCartney nem é necessário citar porque são de doído e sofrido conhecimento geral):
·            Tem 22 anos.
·            Não precisa suplicar.
·            Não precisa persuadir.
·            Nunca tem dor de cabeça.
·            Atende todos os seus pedidos com entusiasmo.
·            Não se queixa.
·            Você não precisa fazer nada além do que foi explicitamente combinado.
·            Não enche o saco.
·            Se não corresponder mais, pode receber o aviso-prévio sumário, sem receio de "ações trabalhistas".

            E o melhor de tudo: vai embora quando queremos. E tudo isso por 1/7 do custo total, sem encargos adicionais.
            Alguma dúvida???








.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Até os sábios concordam


SABEDORIA TIBETANA



            Uma amiga que esteve outro dia no Nepal, perguntou a um monge: "Estudado Mestre, por favor me explique: se um homem transa com várias mulheres, ele é visto como um garanhão. Já se uma mulher transa com vários homens, ela é vista como uma piranha. Isso não é injusto?"

            Ouviu como resposta esta pérola da milenar sabedoria tibetana: "Minha filha, pense nisto desta forma: se uma chave abre várias fechaduras, ela é uma chave-mestra, uma coisa boa de ter-se. Já uma fechadura que é aberta por várias chaves diferentes ... bem, essa é uma péssima coisa para ter-se".








.

Crônica da noite

O tempo passou e me formei em solidão

José Antônio Oliveira de Resende
Professor de Prática de Ensino de Língua Portuguesa
Departamento de Letras, Artes e Cultura
Universidade Federal de São João del-Rei


                   Sou do tempo em que ainda se faziam visitas. Lembro-me de minha mãe mandando a gente caprichar no banho porque a família toda iria visitar algum conhecido. Íamos todos juntos, família grande, todo mundo a pé. Geralmente, à noite.

            Ninguém avisava nada, o costume era chegar de paraquedas mesmo. E os donos da casa recebiam alegres a visita. Aos poucos, os moradores iam se apresentando, um por um.
            – Olha o compadre aqui, garoto! Cumprimenta a comadre.

            E o garoto apertava a mão do meu pai, da minha mãe, a minha mão e a mão dos meus irmãos. Aí chegava outro menino. Repetia-se toda a diplomacia.
            – Mas vamos nos assentar, gente. Que surpresa agradável!

            A conversa rolava solta na sala. Meu pai conversando com o compadre e minha mãe de papo com a comadre. Eu e meus irmãos ficávamos assentados todos num mesmo sofá, entreolhando-nos e olhando a casa do tal compadre. Retratos na parede, duas imagens de santos numa cantoneira, flores na mesinha de centro ... casa singela e acolhedora. A nossa também era assim.

            Também eram assim as visitas, singelas e acolhedoras. Tão acolhedoras que era também costume servir um bom café aos visitantes. Como um anjo benfazejo, surgia alguém lá da cozinha – geralmente uma das filhas – e dizia:
            – Gente, vem aqui pra dentro que o café está na mesa.

            Tratava-se de uma metonímia gastronômica. O café era apenas uma parte: pães, bolo, broas, queijo fresco, manteiga, biscoitos, leite ... tudo sobre a mesa.
            Juntava todo mundo e as piadas pipocavam. As gargalhadas também. Pra que televisão? Pra que rua? Pra que droga? A vida estava ali, no riso, no café, na conversa, no abraço, na esperança ... Era a vida respingando eternidade nos momentos que acabam ... era a vida transbordando simplicidade, alegria e amizade ...

            Quando saíamos, os donos da casa ficavam à porta até que virássemos a esquina. Ainda nos acenávamos. E voltávamos para casa, caminhada muitas vezes longa, sem carro, mas com o coração aquecido pela ternura e pela acolhida.
            Era assim também lá em casa. Recebíamos as visitas com o coração em festa. A mesma alegria se repetia. Quando iam embora, também ficávamos, a família toda, à porta. Olhávamos, olhávamos ... até que sumissem no horizonte da noite.

            O tempo passou e me formei em solidão. Tive bons professores: televisão, vídeo, DVD, e-mail ... Cada um na sua e ninguém na de ninguém. Não se recebe mais em casa. Agora a gente combina encontros com os amigos fora de casa:
            – Vamos marcar uma saída! ... – ninguém quer entrar mais.

            Assim, as casas vão se transformando em túmulos sem epitáfios, que escondem mortos anônimos e possibilidades enterradas. Cemitério urbano, onde perambulam zumbis e fantasmas mais assustados que assustadores.

            Casas trancadas.. Pra que abrir? O ladrão pode entrar e roubar a lembrança do café, dos pães, do bolo, das broas, do queijo fresco, da manteiga, dos biscoitos do leite ...

            Que saudade do compadre e da comadre!




.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

República dos BANANAS


Junto minha voz à do americano desconhecido e rasgo o verbo dizendo ...

E por falar em BANANAS (rs rs rs) ...

É difícil entender um país onde um campeão de audiência é um noticiário de TV que usa o bordão "Bom dia, Brasil" e continua por um precioso tempo a fio a falar de desgraças, tragédias, maracutaias, roubalheiras, escândalos, crimes, etc. Quero dizer, é difícil entender se esquecermos os BANANAS que o tornam um campeão de audiência - caso contrário, não causa espanto algum ... rs rs rs. É por essas e outras que o eletrodoméstico menos utilizado aqui em casa é o aparelho de TV ...

Continuando a falar em BANANAS, aproveitando a oportunidade (rs rs rs) ...

Outro dia, esperando no barbeiro e por falta de coisa melhor para fazer, cometi a temeridade de passar os olhos por um jornal local (não serve nem para limpar a bunda pois a bunda, mesmo suja, é mais limpa), tomando o cuidado de limitar minha exposição ao material pernicioso à secção de "variedades e futilidades".

Anunciavam a abertura de um novo "espaço gourmet" na cidade, batizado com o nome de "Salomé Bar" - um ponto de encontro em uma avenida badalada. Destaque do novo local, o buffet, quente e frio, sortido e variado, onde uma das estrelas era o pão com mortdadela. Preço do buffet por quilo? A módica quantia de R$ 49,00 (bananas acham isso barato ... rs rs rs).

Não pude resistir a por reparo e pensar com os meus botões: "Como é que é??? Eu faço um sanduíche de mortadela, com pão francês, mortadela, e umas folhas de alface e pago quanto mesmo??? R$ 50 pelo quilo do pão??? R$ 50 pelo quilo da mortadela??? R$ 50 pelo quilo do alface???" Não bastava o nome do bar lembrar puta (Salomé), tinham que também cobrar preço de puteiro??? (rs rs rs)

Acho que é desnecessário dizer que o local vive lotado, e o texto abaixo dá uma boa dica do porquê ...
Boa leitura, BANANA ... rs rs rs


Quem é mais rico? O Brasil ou os EUA ?
Carta recebida por Alexandre Garcia (comentarista da rede Globo) enviada por um amigo americano




Caros amigos brasileiros e "ricaços"

            Vocês brasileiros pagam o dobro do que os americanos pagam pela água que consomem, embora tenham água doce disponível. Aproximadamente 25% da reserva mundial de água doce está no Brasil.

            Vocês brasileiros pagam 60%  a mais nas tarifas  de telefone e eletricidade. Embora 95% da produção de energia em seu país seja hidroelétrica (mais barata e não poluente).  Enquanto nós, pobres americanos, somente podemos pagar pela energia altamente poluente, produzida por usinas termelétricas à base de carvão e petróleo, e as perigosas usinas nucleares.

            E por falar em petróleo ...

            Vocês brasileiros pagam o dobro pela gasolina, que ainda por cima é de má qualidade, que acabam com os motores dos carros, misturada para beneficiar os usineiros de álcool. Não dá para entender. Seu país é quase auto-suficiente em produção de petróleo (75% é produzido aí) e ainda assim tem preços tão elevados. Aqui nos EUA nós defendemos com unhas e dentes o preço do combustível que está estabilizado a vários anos US$ 0,30 ou seja R$ 0,90. Obs: gasolina pura, sem mistura.

            E por falar em carro ...

            Vocês brasileiros pagam R$ 40 mil por um carro que nos nos EUA pagamos R$ 20 mil. Vocês dão de presente para seu governo R$ 20 mil para gastar não se sabe com que e nem onde, já que os serviços públicos no Brasil são um lixo perto dos serviços prestados pelo setor público nos EUA. Na Flórida, caros brasileiros, nós somos muito pobres: o governo estadual cobra apenas 2% de imposto sobre o valor agregado (equivalente ao ICMS no Brasil), e mais 4% de imposto federal, o que dá um total de 6%. No Brasil vocês são muito ricos já que afinal concordam em pagar 18% só de ICMS.

            E já que falamos de impostos ...

            Eu não entendo porque vocês alegam serem pobres, se, afinal, vocês não se importam em pagar, além desse absurdo ICMS, mais PIS, CONFINS, CPMF, ISS, IPTU, IR, ITR e outras dezenas de impostos, taxas e contribuições, em geral com efeito cascata, de imposto sobre imposto, e ainda assim fazem festa em estádios de futebol e nas passarelas de Carnaval.
            Sinal de que não se incomodam com esse confisco maligno que o governo promove, lhes tirando 4 meses por ano de seu suado trabalho. De acordo com estudos realizados, um brasileiro trabalha 4 meses por ano somente para pagar a carga tributária de impostos diretos e indiretos.

            Nós americanos lembramos que somos extremamente pobres, tanto que o governo isenta de pagar imposto de renda todos que ganham menos de US$ 3 mil dólares por mês (equivalente a R$ 9.300,00), enquanto aí no Brasil os assalariados devem viver muito bem, pois pagam imposto de renda todos que ganham a partir de R$ 1.200,00.
            Além disso, Vocês tem desconto retido na fonte, ou seja, ainda antecipam o imposto para o governo, sem saber se vão ter renda até o final do ano. Aqui nos EUA nós declaramos o imposto de renda apenas no final do ano, e caso tenhamos tido renda, ai sim recolhemos o valor devido aos cofres públicos. Essa certeza nos bons resultados futuros torna o Brasil um país insuperável.

            Aí no Brasil vocês pagam escolas e livros para seus filhos, porque afinal, devem nadar em dinheiro, e aqui nos EUA, nós, pobres de país americano, como não temos toda essa fortuna, mandamos nossos filhos para as excelentes escolas públicas com livros gratuitos. Vocês, ricaços do Brasil, quando tomam no banco um empréstimo pessoal, pagam POR MÊS  o que nos pobres americanos pagamos POR ANO.

            E por falar em pagamentos ...

            Caro amigo brasileiro, quando você me contou que pagou R$ 2,500.00 pelo seguro de seu carro, ai sim eu confirmei a minha tese: vocês são podres de rico!!! Nós nunca poderíamos pagar tudo isso por um simples seguro de automóvel. Por meu carro grande e luxuoso, eu pago US$ 345,00. Quando você me disse que também paga R$ 1.700,00 de IPVA pelo seu carro, não tive mais dúvidas. Nós pagamos apenas US$ 15,00 de licenciamento anual, não importando qual tipo de veiculo seja. Afinal, quem é rico e quem é pobre ?

            Aí no Brasil 20% da população economicamente ativa não trabalha. Aqui, não podemos nos dar ao luxo de sustentar além de 4% da população que esta desempregada. Não é mais rico quem pode sustentar mais gente que não trabalha???

CONCLUSÃO:

Não se trata de sermos um país rico, mas sim de uma República de BANANAS!!!





.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Descobrindo-se


O Presidente

            Com a chegada do novo paciente ao hospício, proclamando-se em alto e bom som ser o Presidente, o diretor da instituição pensou que era um caso particularmente interessante pois no local já existia outro lunático que pensava ser o Presidente.

            Depois de considerar a situação por algum tempo, o psiquiatra chefe resolveu colocar os dois loucos frente a frente, na esperança de que a similaridade das alucinações pudesse ajudar ambos a obter uma cura. Era um risco calculado, naturalmente, pois ambos poderiam reagir violentamente. Ainda assim foram apresentados e deixados a sós em um aposento reservado, e não ouviu-se um pio vindo do quarto durante toda a noite.

            Na manhã seguinte o psiquiatra conversou com o recém chegado a ficou agradavelmente surpreso com as palavras iniciais do paciente: "Doutor, eu estava sofrendo de uma alucinação. Agora eu sei que não sou o Presidente".

            "Isso é maravilhoso", disse o doutor.

            "Sim", disse o paciente sorrindo timidamente, "Eu sou a primeira dama ..."








.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Ferrou-se - Más notícias ...


Sem Açúcar, Com Afeto
Sônia Hirsch


            O açúcar é uma coisa tão refinada que vai direto para o sangue e causa uma série de alterações físicas e mentais no consumidor.

            O  açúcar    uma  certa  bobeira mental, cientificamente explicada pelo encontro da insulina com um aminoácido chamado triptofano  que  é  rapidamente convertido no cérebro em serotonina, um tranqüilizante natural. "Madame está nervosa? Dá água com açúcar pra ela que passa". Ou não é?

            Na  Índia,  alguns  séculos antes de Cristo, os médicos usavam o açúcar como remédio. Foi só ali perto do ano 600 que os persas bolaram a rapadura, daí começou o tráfico. Na Europa não tinha açúcar, era importado e custava muito caro e só os nobres podiam comprar: "Nada de drogas para os pobres".

            Em  1532,  Martin  Afonso  de Souza instalou em São Vicente o primeiro engenho de açúcar no Brasil, movido a escravos, é claro: "só 20 milhões de africanos dançaram nessa empreitada".

            Em  1665,  a Inglaterra já importava 8 milhões de quilos por ano. Nesse mesmo ano, a peste bubônica matou 30.000 pessoas em Londres, pessoas que tinham acesso ao açúcar, porque no campo, entre os pobres ninguém morreu. Será que ninguém desconfiou da relação da nova doença e o espantoso consumo de açúcar? Já que o açúcar predispõe o corpo a  infecções  por  causa  da  acidez exagerada que ele provoca. Desconfiaram, mas ficaram calados pois seria um crime de lesa-majestade insinuar que a Coroa enriquecia às custas de um vício pernicioso. E aí ficou por isso mesmo, e está assim até hoje.

            Por  volta  de  1600, as autoridades inglesas, sabendo que o açúcar boa coisa não era, proibiram severamente o uso deste para apressar a fermentação de cerveja, É CLARO, ELES A BEBIAM !!!

            EM 1792, os melhores cientistas da Europa fundaram uma sociedade anti-sacarina.
            Em  1912,  o  Dr.  Robert  Boesler, dentista norte americano escrevia que "... a moderna fabricação do açúcar nos trouxe doenças inteiramente novas".

            O  açúcar comercial nada mais é do que um ácido cristalizado. No passado, com seu alto preço, só uma minoria nobre podia utilizá-lo,  contudo,  agora o seu altíssimo consumo está causando a degeneração nos seres humanos e até em animais. Por exemplo: beija-flores que utilizam bebedouros de água com açúcar.

            Mas ... e o açúcar mascavo orgânico, o mel , também fazem mal???
            Um exemplo bem simples para podermos entender:

            Um certo dia, andando pela mata, uma pessoa descobriu a cana-de-açúcar: "Nossa, que delícia!!", e levou para sua casa.

            Bom ...  o  mano  conseguiu  chupar  3  paus  de  cana  em  meia  hora e ficou com a boca cansada. Ele devia ter ingerido aproximadamente  350  ml  de  um líquido contendo: água, sacarose, sais minerais, vitaminas, fibras, etc ... Beleza, ele conseguiu digerir numa boa. Seu pâncreas nem reclamou.

            E  agora,  todo  mundo  "chupa  cana"?  Passado algum tempo, eis que: "Pô mano, chupar cana num é mole não ... num dá pra espremer  o bagaço"? E deu ... inventaram a garapa. QUE MARAVILHA !!! Opa! "péra" aí ... mas já era tarde, o mano começou a  tomar  garapa  que nem  água  -  500 ml a 1 litro em 10 minutos. Aí, o Sr. Pâncreas começou a reclamar porque estava fazendo horas extras todos os dias e insulina no mano!

            Um  certo  dia,  alguém  resolveu  ferver a garapa, e saiu o melado de cana, muito mais concentrado: 10 litros de garapa virou  um  copo de melado. "Que delícia! Vamos fazer um bolo? ... Que nada, vai puro mesmo"! E aí o mano virou o copo pra dentro.

            Imaginando  a  proporção:  10 litros de garapa dentro de um copo ingeridos  em 10 minutos. Eh, gente ... o pâncreas que se cuide!

            Para  agravar  a situação, os persas bolaram a rapadura, ainda mais concentrada, e logo após, as benditas refinações. Aí "ferrou o jegue"!

            Surge  então  uma  doença nova e mortal: a DIABETES MELLITUS que fazia as pessoas eliminarem açúcar pela urina, ou seja, vazarem pelo ladrão.

            Inicia-se  a  era  das  novas doenças "a degeneração da raça humana" causada pelo mau uso do açúcar, que causa um STRESS absurdo no organismo e o pâncreas pára de produzir insulina.

            Não  bastando  ainda,  causa  defeitos  genéticos.  Por exemplo: hoje, a cada 5 crianças que nascem, uma será diabética. Quando você decidir ter um filho, junte mais 4 casais e joguem palitinho para sortear qual terá o filho diabético.

            Hoje existem 6,5 milhões de diabéticos no Brasil.
            Morrem 300.000 por ano nos EUA.

            Portanto,  não  importa  se  é  açúcar orgânico, mascavo ou mel. O problema é a super concentração de açúcar que, quando ingerida, vai depressa demais para a corrente sangüínea, queimando todas as etapas da digestão, fazendo subir o nível da glicose  no  sangue, daí o pâncreas é obrigado a produzir uma quantidade extra de insulina. A insulina vai lá e abaixa o nível,      vontade  de  comer  mais  açúcar. Sobe o nível e o pâncreas solta insulina, abaixa o nível ... E assim por diante,  até  chegar  uma hora em que o pâncreas não entende mais nada. Você come um bombom, seu pâncreas solta insulina para a caixa inteira; é a HIPOGLICEMIA. Entre jovens e adultos, três a cada cinco tem a doença - estágio pré-diabético.

            SERÁ VOCÊ O PRÓXIMO ??

            Como se não bastasse tanto malefício, a acidez causada pela ingestão concentrada de açúcar predispõe o corpo à infecções (como a conjuntivite) e também à vírus e bactérias.

            Se você acha isso tudo uma questão de opinião, então continue como está! Ou então se cuide enquanto é tempo. Informe-se, discuta, reflita, passe para frente, descubra soluções, alternativas, pesquise!


.

Seguidores